Deprecated: mysql_pconnect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/sites986/public_html/rubiagalante.com.br/Connections/loja.php on line 9
Rubia Galante

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Relato de Paula

Estava meu irmão Herlom ,em nossa casa de praia no litoral de RS. Quando meus pais chegaram para passar o verão na praia.  Acomodaram-se , e instantes depois Herlom chama minha mãe e diz: -Veja mãe o que eu faço com essa caneta! passou a caneta pela parede e a mesma ficou colada, então ele olhou para minha mãe, que pensava ser algum truque e disse:  Não é nada de mais mãe, é apenas a energia do  meu corpo que ficou no objeto!   Minha mãe então olhou para ele sorrindo e disse: -Então faremos uma aposta e veremos quanto tempo sua energia ficará nessa caneta.    

    
Herlom aceitou o desafio, dizendo apenas, que ninguém poderia tocar na caneta, senão ela cairia da parede. Noutro dia Herlom voltou para Caxias do Sul onde morava com os pais, para trabalhar na academia de ginástica.Passada uma semana Herlom volta para o litoral para passar o Natal com nossa família, chegando lá, depara com a caneta ainda colada na parede, e sorri dizendo: " Vejo que levou á sério nossa aposta, mãe!" 


 E minha mãe respondeu que não iria deixar ninguém tocar  , e que realmente iria testar a força de sua energia. Passam dois dias, é véspera de Natal, Herlom passa o dia agitado , sem paradeiro e incrivelmente tristonho. Ás 22:00 hs ele se despede de meus pais e vai para o hotel de nosso cunhado passar o Natal com eles, chateado comenta com nossa irmã que nossos pais preferiram ficar sozinhos em casa, e que ele pensava que era porque eu e minha família não estávamos lá, pois na época eu morava em Maringá, e por forças das circunstancias não pudemos passar o Natal juntos.  Á 1:30 da manhã Herlom é convidado por um amigo para dar uma volta na cidade, quando chegam em frente de um bar na praia vizinha, Herlom é alvejado por quatro tiros, encerrando ali sua passagem terrena.   Hoje, passados dois anos, tivemos uma surpresa incrível, pois a caneta que  o Herlom havia fixado na parede ainda permanecia lá... só que meu pai pensando em alugar a casa, chamou uma faxineira para limpar, que por descuido derrubou a caneta da parede.  Meu pai a pegou e trouxe para Caxias para minha mãe que começou chorar muito, dizendo que não aceitava que isso tivesse acontecido, que tinha que ser ela a tirar a caneta do local.    Foi para seu quarto e chorando muito pediu em oração ao meu irmão que se ele realmente continuasse á existir como todos tentavam fazê-la acreditar, que ele através de suas mãos, torna-se á fixar a caneta na parede... e a mesma ficou colada e já permanece lá á 15 dias.   Tentamos  fazer o mesmo com outras canetas, mas não obtivemos resultado algum.    Hoje não tenho dúvidas que a energia de meu irmão, permanece muito forte em nosso lar, e em nossas vidas, e que sem sombras de dúvidas existe vida após a morte... se é que se pode chamar de morte.

OBS: Desde de que meu irmão partiu, minha mãe em sua preces pedia á ele que se um dia pudesse  se comunicar de alguma forma conosco, que  a caneta fosse a prova de que era ele que realmente estaria se comunicando.

Obrigada meu irmão querido, pelas várias maneiras que você encontrou de nos demonstrar sua presença e seu afeto por toda nossa família e acima de tudo OBRIGADO DEUS, por permitir ao nosso Herlom a prova de sua existência.

Deixo aqui este relato em homenagem a meus pais e irmão: 

Jones da Silva Paia

Maria Helena da Silva Paim

Herlom da Silva Paim                         

Paula Paim

voltar